"> Prêmio Pablo Neruda: a liberdade religiosa brilha em Curitiba – Direito Religioso }catch (ex){}
Prêmio Pablo Neruda: a liberdade religiosa brilha em Curitiba
>
>
>
Prêmio Pablo Neruda: a liberdade religiosa brilha em Curitiba

Prêmio Pablo Neruda: a liberdade religiosa brilha em Curitiba

Publicado originalmente na Gazeta do Povo

Nesta semana tivemos a grande alegria de estar em Curitiba, onde Thiago Vieira recebeu, na Câmara de Vereadores, o Prêmio Pablo Neruda por relevantes serviços prestados em defesa dos direitos humanos no ano de 2022. A iniciativa de indicá-lo foi do vereador Pastor Marciano Alves (Solidariedade), entendendo que a atuação – tanto nacional quanto localmente, na capital paranaense – em prol do Direito Religioso e a promoção da primeira das liberdades seriam dignas desta homenagem.

Certamente isto muito honra tanto ao Thiago quanto a toda a nossa equipe de trabalho, posto que o esforço por ele liderado é, antes de tudo, o reconhecimento de que a religião tem seu lugar firmado na arena pública, e a Casa do Povo local deve também se atentar ao assunto, como efetivamente o faz em Curitiba.

É no contexto local que a vida acontece. Nas cidades é que os “templos de qualquer culto” (na expressão constitucional) convivem com as demais instituições, que, somadas, erguem o edifício da democracia

Não há direito humano que se sustente se a íntima necessidade de adoração não puder ser satisfeita. E a adoração é mais do que apenas o culto; é a junção da vida interior (a liberdade de consciência e crença, inviolável pelo artigo 5.º, VI, da Constituição) com sua externalidade e caráter comunitário (a liberdade religiosa, onde divindade, moralidade e culto se fundem no compromisso de vida, tanto individual quanto coletivamente).

Por vezes, ao se tratar de um direito fundamental, estando, pois, inserido no texto constitucional, esquecemos da importância de este tema ser encarado pelo ente federativo de terceiro grau: o município. Aliás, um arranjo federativo diferente dos modelos tradicionais, que coloca a administração local como uma unidade política com delimitação própria em determinados aspectos, e com competência legislativa complementar e suplementar em outros, dá ainda mais responsabilidade de observar os dispositivos fundamentais para a promoção do bem comum.

É no contexto local que a vida acontece. Aqui as noções teóricas ganham vida, a liberdade é exercitada – num espaço tenso, por vezes belicoso, mas necessário para o crescimento pessoal e a transcendência da própria sociedade – e, por vezes, violada. Nas cidades é que os “templos de qualquer culto” (na expressão constitucional) convivem com as demais instituições, que, somadas, erguem o edifício da democracia.

VEJA TAMBÉM:

Foram 22 personalidades e uma entidade homenageados com o prêmio, por contribuições para a liberdade de imprensa, a beneficência social, a promoção da justiça, os direitos de minorias, o esporte, a saúde etc. Ou seja, é a comunidade local, através de seus representantes, entendendo que a vida digna requer olhares múltiplos. Somos feitos não apenas para viver, mas para conviver. E, considerando nosso tema aqui, ficamos muito felizes em ver duas homenagens para promotores da liberdade religiosa: além do prêmio dado a Thiago Rafael Vieira, foi também homenageado o advogado curitibano Odacyr Prigol, nosso parceiro de longa data, grande defensor do tema tanto nas redes de pesquisa quanto na advocacia.

Mas, como dizia Ulysses Guimarães, para além de falar pouco de si e nada dos outros, falemos muito das ideias! E não há melhor ideia do que estimular, lutar e defender a liberdade, em dias tão difíceis no Brasil. Por isso só podemos agradecer novamente a iniciativa do estimado vereador Pastor Marciano Alves, edil de primeiro mandato que está fazendo a diferença na linda Terra de Guairacá, capital do Paraná!

Conteúdo editado por:Marcio Antonio Campos

Foto de perfil de Jean Marques Regina

Jean Marques Regina

Pós-graduado em Liberdade Religiosa (Mackenzie com estudos em Oxford e Coimbra) e Teologia (Ulbra), colunista de diversos blogs protestantes. Jean também é advogado de milhares de igrejas no Brasil e Co-autor, com Thiago Rafael Vieira, da obra Direito Religioso: questões práticas e teóricas (1ª, 2ª e 3ª edição). Advogado Aliado da Alliance Defending Freedom (EUA), maior entidade de juristas cristãos do mundo. Fellow Alumnus da Acton Institute (EUA). Co-autor com Thiago Rafael Vieira da obra Direito Religioso: questões práticas e teóricas (1ª, 2ª e 3ª edição). É 2º Vice-Presidente de Relações Internacionais do Instituto Brasileiro de Direito e Religião (IBDR).

veja + em Crônicas de um Estado laico

Foto de perfil de Thiago Rafael Vieira

Thiago Rafael Vieira

Pós-graduado em Direito do Estado (UFGRS), Liberdade Religiosa (Mackenzie com estudos em Oxford e Coimbra) e Teologia (Ulbra), colunista de diversos blogs protestantes e articulistas em diversas revistas acadêmicas. Thiago também é advogado de milhares de igrejas no Brasil e Co-autor, com Jean M. Regina, da obra Direito Religioso: questões práticas e teóricas (1ª, 2ª e 3ª edição). Em 2019, foi um dos delegados do Brasil na Universidade de Brigham Young (Utah/EUA) no 26º Simpósio Anual de Direito Internacional e Religião, evento com mais de 60 países representados. Presidente do Instituto Brasileiro de Direito e Religião – IBDR.

Compartilhar com

Não existem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

[elementor-template id="6063"]

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Loja Carrinho